Onde está Segunda? | Crítica

Com ritmo rápido e sem muita sensibilidade, a produção original da Netflix traz personagens criativos e interessantes, mas mal explorados em um roteiro tão divertido quanto previsível.

Dirigido por Tommy Wirkola. Roteiro por Max Botkin e Kerry Williamson. Com Noomi Rapace, Glenn Close e Willem Dafoe.

E o festival de distopias segue em alta na inspiração dos roteiristas de cinema. Depois de termos uma onda crescente de filmes com a temática nos últimos anos, com alguns ótimos exemplos e outros bem passáveis, a Netflix aposta em um futuro próximo de 2073 para ambientar sua nova aventura, nomeada ‘Onde está Segunda‘ (What Happened to Monday, no original).

Na história acompanhamos a trajetória de sete irmãs gêmeas que vivem em uma realidade onde para cada casal é permitido possuir apenas um filho de cada vez, sendo que irmãos acabam sendo encaminhados para a criogenia, aguardando um futuro onde existirão condições de alimentar a todos.

Para salvar suas sete netas, crias de sua filha que faleceu no parto (de sete crianças!), o inteligente personagem vivido pelo sinistro Willem Dafoe adota a seguinte estratégia: Nomear cada criança com um dia da semana, sendo que cada uma só poderá sair do apartamento onde vivem no dia que recebe seu nome. Entretanto, todas deverão dividir a identidade de sua mãe: Karen Settman.

onde está segunda

Dito isso, obviamente as coisas começam a dar errado, e é quando a geneticista interpretada pela talentosa Glenn Close acaba descobrindo esse ‘furo’ em sua estratégia, é que as coisas começam ficar ruins para as irmãs. Em pouco tempo, Segunda-Feira acaba sendo capturada pela organização maligna que faz o controle de natalidade; e, com o sumiço da irmã, fica nas mãos do ‘resto da semana’ a missão de encontrá-la e quem sabe resgatá-la.

Essa é a premissa de ‘O que aconteceu com Segunda’.

Primeiramente, o formato de uma sociedade totalitária e controladora ‘para o bem de todos’ é conhecido de muitas e muitas obras anteriores, e aqui temos o mesmo núcleo de características já conhecidas: Truculência, controle, planos malignos, hierarquia inescrupulosa, traços de esperança internos e uma estrutura bagunçada que não é muito bem explicada. Entretanto, como as protagonistas nascem em uma realidade já estabelecida, as ações da Central são mais bem aceitas para o público, apesar de fazer falta uma maior profundidade.

onde está segunda

O roteiro aproxima-se mais a um filme de ação, mantendo pouco mistério durante toda a trajetória. E, num frenesi a lá George Martin, sai a torto e a direito matando personagens dos mais variados níveis de importância da história. Esta é uma realidade dura e cruel, não há como negar. Infelizmente os personagens não possuem muito carisma, tornando-se relativamente dispensáveis para a história.

O trabalho de Noomi Rapace não tem como fugir da comparação com Tatiana Maslany e seus clones na séries Orphan Black. Entretanto, as personagens de Rapace não possuem o impacto e a sensibilidade de Maslany, muito por conta de um roteiro mal-aproveitado, que não permite à atriz realizar um trabalho mais sutil e emocionado, focando mais em formas de falar e muito nas características físicas para diferenciar cada uma das irmãs.

tatiana maslany orphan black

Os demais atores também não receberam cenas que exigiam de suas habilidades. Tanto Close quanto Dafoe não brilham, aparecendo em poucas e pontuais cenas, regadas à diálogos óbvios e sem a devida profundidade. O dilema das crianças que são levadas ao sono criogênico é mal explorado, assim como todo o regime e realidade que não são questionados, pois após muitos anos do programa de filho único, as comunidades alimentam-se de carne de rato e vivem em condições bem precárias.

Ademais, sentimentos como amizade, lealdade, egoísmo, auto-preservação e fraternidade são abordados de forma muito rasa, não servindo como base suficiente para motivar as ações dos personagens, que acabam caindo na velha fórmula ‘o amor conquista tudo’ que é capaz de derrotar o mal.

Com um final extremamente agridoce (mais para amargo), Onde está Segunda empolga por suas cenas de ação, sendo mais um dos filmes passáveis dessa temporada, cuja exibição acaba sendo esquecida já na semana seguinte.

Leia mais sobre Onde Está Segunda?

 

(Visited 53 times, 19 visits today)
0

Post Author: