suburra la serie

Suburra – Primeira Temporada | Crítica

Série italiana sobre Máfia exclusiva da Netflix vem cheia de boas atuações, mas sucumbe perante as armadilhas novelescas típicas das tramas familiares

Dirigido por Andrea Molaioli, Giuseppe Capotondi, Michele Placido. Escrita por Carlo Bonini e Giancarlo De Cataldo. Com Adamo Dionisi, Alessandro Bernardini, Alessandro Borghi, Alessandro Rossi, Carlotta Antonelli, Giacomo Ferrara, Eduardo Valdarnini, Francesco Acquaroli, Filippo Nigro, Claudia Gerini, Barbara Chichiarelli, Lorena Cesarini.

A Netflix desta vez está cada vez mais arriscando em suas empreitadas internacionais. Já temos um exemplo próprio com 3%, tendo uma qualidade duvidosa, mas, mesmo assim, indubitavelmente corajosa.

suburra la serie

Desta vez, apostando em uma espécie de prequel do filme italiano homônimo de 2015, cria uma mistura de thriller policial clássico com filme de máfia. A Roma apresentada é um grande coliseu onde os grupos se digladiam pelo poder desta terra. E nesta luta se mistura tudo: a Igreja, o Estado e a Máfia. Os três protagonistas demonstram estas três faces.

Os personagens, vividos por Dionisi, Bernardini e Borghi, demonstram a falência das instituições do Estado e da própria Igreja, que, na busca de poder, corrompem e destroem os pequenos empecilhos em seus caminhos. Logo nos primeiros minutos percebemos isto, quando uma figura central do vaticano cai na depravação do poder. Todas estas questões são muito bem retiradas do filme original no qual, este acontece um mês antes.

Entretanto, os elogios param por aí. O desenrolar dos fatos acaba tendo um ar novelesco, de modo que a série muitas vezes mantém um ritmo lento, desinteressante e confuso. A trilha sonora majoritariamente não ajuda nos sentimentos que são necessários, e os dilemas dos protagonistas beiram ao clichê, fazendo as atuações deixarem a desejar e cenas violentas gratuitas e desnecessárias.

A série pode ser apreciada como uma boa obra sobre Máfia, mas nela há muitos problemas que não devem ser simplesmente esquecidos. Apesar de arriscada, ela, por fim, não corresponde a expectativa, contudo, leva-nos a entrar em contato com a obra original. E isso já é grande coisa.

Nota: 2/6 (Ruim)

Leia mais sobre Suburra

Estudante de psicologia, amante do cinema em todas as suas nuances.
(Visited 95 times, 32 visits today)
0

Post Author:

Estudante de psicologia, amante do cinema em todas as suas nuances.